• Consultor André Rocha

REMARKETING: O que é, e como ele ajuda no processo de conversão?


O Remarketing é amplamente comentado no marketing digital como um dos pilares do processo de conversão. Mas o que é o Remarketing e como utilizá-lo em seu processo de venda?


REMARKETING é uma lista de público que identifica o usuário que executou uma determinada ação com a sua empresa. Esta ação pode ser visitar o seu site, visitar a página de um produto ou até mesmo interagir no canal do YouTube da empresa.

Com o Remarketing, acompanhamos este usuário exibindo anúncios da sua empresa em sites que ele acessar na web, por um tempo que respeite sua jornada de compra, lembrado-o de que sua empresa/produto/serviço ainda é uma solução, para ele realizar a compra ou enviar um contato.

Acompanhar o usuário ao longo de sua jornada de compra maximizará a médio prazo os seus resultados, criando uma conexão com o possível consumidor.
Qualquer empresa pode e deve criar campanhas de remarketing, basta ter em mente o possível tempo da jornada de compra do seu cliente.

O usuário é o centro, independente de onde ele navega na internet, seja consumindo notícias no UOL, seja no consumo de informação no YouTube, em blogs de culinária, em aplicativos, o Google identifica estes pontos de contato do usuário na web e exibe anúncios específicos dentro destes canais, apenas para este usuário.


Source: Google/Magid Advisors, Global, A18–64 general online population, August 2018.

Segundo pesquisa realizada pelo Google, 80% dos usuários trocam entre pesquisas online e vídeos durante o processo de compra de um produto. E 55% dos usuários que pesquisam na rede de pesquisa do Google aprendem mais sobre o produto que estão considerando comprar assistindo a vídeos no YouTube. Veja como as plataformas se conectam dentro deste processo, onde o mesmo usuário pesquisa de interage com a marca de maneiras diferentes.


Quais as principais vantagens do Remarketing?


1 - Otimização do investimento inicial


As empresas já possuem um custo para captar novos clientes. Seja eles provenientes das pesquisas no Google, Redes Sociais, Criação de Conteúdo, Email Marketing [...] este custo deve se tornar investimento. O papel do Remarketing é otimizar o custo inicial, trabalhando este usuário que entrou em sua página e não converteu (vendas diretas, contato por WhatsApp, ligações, envio de formulários). Sendo assim, faz sentido acompanhar este usuário até o momento em que ele se decide por realizar esta ação e que ao acompanhá-lo, sua empresa terá maiores chances de ser lembrado e reconsiderado.

Não é porque o usuário não converteu no primeiro acesso, que ele nunca será seu cliente, pelo contrário, ele apenas não estava preparado para realizar esta ação naquele momento.

Com esta estratégia de segmentação, o primeiro investimento da empresa com o usuário é potencializado, uma vez que acompanhamos o usuário durante toda a jornada de compra, oferecendo descontos, promoções, vantagens específicas, produtos relacionados, etc.


2 - Ideal para vendas complexas (B2B / produtos e serviços de alto valor agregado)

Sua empresa não precisa ser apenas um E-commerce para trabalhar com remarketing. Imagine uma empresa B2B (venda de empresa para empresa), com produtos ou serviços de alto valor agregado. O processo de venda é muito mais extenso e oneroso, além de uma concorrência mais acirrada, e uma demora maior na consideração das soluções, antes e depois do primeiro contato com a empresa. O Remarketing pode ajudar a elevar a percepção do usuário por uma marca, entregar conteúdos complementares e relevantes, oferecer condições especiais, dentre outros movimentos estratégicos interessantes.

Quanto maior a jornada de compra, maior a necessidade de um remarketing bem estruturado.

3 - Foco total naquele usuário em específico


Aqui o importante não é trabalhar a massa, mas sim apenas o indivíduo que já mostrou interesse na sua empresa. Desta forma, os anúncios de produtos ou serviços podem ser melhor direcionados, mostrando o que realmente importa a aquele usuário.

Exemplo: Se um usuário encontrou o seu site buscando por um produto específico como curso de adestramento de filhotes, conforme exemplo abaixo, fará sentido mostrar para o usuário durante a sua jornada de compra, produtos voltados apenas para filhotes.

4 - Relacionamento mais próximo

A confiança em uma marca é gerada por alguns fatores e uma delas é a presença. Quanto mais presente uma empresa está em nosso dia a dia, maiores serão as chances em gerar uma boa percepção e lembrança. Quando chegar a hora do possível consumidor efetuar uma ação, isto fará muita diferença.

Lembre-se também que fazemos múltiplas coisas ao mesmo tempo, consumimos vários produtos e serviços de necessidades diferentes e somos bombardeados por várias e várias marcas todos os dias. Fazer esta conexão ser mais intensa com o consumidor fará com que você quebre esta barreira, ou pelo menos a amenize.

Qual a maior conclusão deste conteúdo? Não invista sem pensar no processo e jornada de compra do seu cliente. Otimize o investimento com ações a médio prazo que ajudem o seu possível cliente a lembrar de você e por consequência, converter.

O diferencial no seu negócio será a conexão. Então conecte-se.


SEJA NOSSO

CASE DE

SUCESSO!

TRANSFORME O PROCESSO DE VENDAS DE SUA EMPRESA, OTIMIZE RECURSOS, ALCANCE NOVOS CLIENTES E

AUMENTE SEU FATURAMENTO. 

CRISTINA BOTELHO

Especialista em Atendimento e Operações B2B e B2C  🎯

Entende as necessidades das empresas e fomenta estratégias eficazes. Responsável pelo primeiro contato com novos clientes por mapear os objetivos e criar levantamentos de possibilidades no universo Google. 

ANDRÉ ROCHA 

Consultor Google Ads 🚀 | Foco em Vendas Complexas (B2B) 🎯 | Palestrante

Especialista em Marketing, com MBA em Marketing Digital, GBA em Neuromarketing, Pós Graduação em Finanças e Investimentos e outras vertentes mercadológicas.

  • LinkedIn ícone social

© 2020 por André Rocha Consultor